Voltar para as notícias

Media em casa

Abril 3, 2020

COVID-19

O isolamento social que temos vivido para evitar a propagação do COVID-19 remete-nos para o espaço da nossa casa e para uma maior interação, ainda que mais distante, com os membros da nossa família. Reinventamos a forma de trabalhar, de estudar e de nos relacionarmos, recorrendo às tecnologias. Em casa, passamos mais tempo uns com os outros, mas também com os media. Estes trazem notícias de um mundo que agora é ainda mais mediatizado, proporcionam entretenimento e escape, cativam a atenção das crianças e ocupam muito do seu tempo. Nem sempre sabemos gerir bem a relação dos mais jovens com os media, mantê-los seguros online, capacitá-los para saberem analisar e verificar a avalanche de informação que recebem e que tão facilmente podem partilhar sem terem noção de que podem estar a contribuir para a desinformação. Tal como somos ameaçados por esta pandemia, também podemos correr riscos ao aceder e ao partilhar informação incompleta, deficiente ou falsa.

A partir de hoje, e com uma uma periodicidade semanal, o MILObs – Observatório Sobre Informação, Media e Literacia e o GILM – Grupo Informal sobre Literacia Mediática lançam propostas de atividades simples com o objetivo de promover a Literacia para os Media de crianças e jovens. A iniciativa “Media em casa” sugere atividades que podem ser realizadas em casa, autonomamente pelos jovens, ou com o apoio dos pais ou, à distância, com o dos professores. Oferecem-se também sugestões de filmes, de desenhos animados, de livros, de jogos e de outros conteúdos de qualidade para este público, para que o tempo passado em casa com os media possa ser divertido mas também saudável.

As propostas de atividades, sob a forma de uma ficha, estão disponíveis em Atividades. A primeira – “O que fazem as crianças com os media em casa?” – já pode ser consultada aqui. Em Sugestões encontra então as dicas de programas de televisão, livros ou jogos e há, ainda, sites que podem ser úteis nesta altura reunidos em Links úteis. Abre-se também a possibilidade de crianças e jovens partilharem desenhos, filmes, podcasts ou outras produções, no separador Feito em casa