Voltar para as notícias

71% dos portugueses desconfia das notícias que consome

Junho 28, 2021

A Multidados e o grupo CombyCom, representado em Portugal pelas agências de comunicação Guess What e Porto de Ideias, conduziram um estudo sobre o consumo de notícias em Portugal. O MILObs apresenta os principais resultados.

A grande conclusão do estudo indica que 7 em cada 10 portugueses não acredita nas notícias que consome. Desses, 20% sente a necessidade de confirmar as informações noutro órgão de comunicação diferente.

Relativamente à confiança nas fontes, a maioria dos inquiridos refere que as redes sociais e os jornais online são os meios com maior volume de fake news, enquanto a rádio e os jornais impressos são os que inspiram mais confiança junto do público.

Metade dos inquiridos refere, ainda, que consome diariamente notícias. As redes sociais e os jornais online são as principais fontes de informação, embora os inquiridos os considerem como os meios menos credíveis.

Os dados foram recolhidos através da aplicação de 1.500 inquéritos online (CAMI) a indivíduos maiores de 16 anos e residentes em território nacional.